Ganhar pulso à nova máquina

Rui Jorge Fernandes estreou no Rali do Porto Santo o Mitsubishi Lancer Evo IX, onde acabaria por resultar numa prestação positiva, apesar de logo na primeira especial de classificação na noite de sexta-feira, ter danificado uma transmissão aquando do arranque para o troço.

Depois das ilações tiradas na prova da Ilha Dourada, Rui Jorge Fernandes viu-se obrigado a fazer alterações na mecânica da viatura japonesa, e como tal, o Rali da Calheta servirá para “rodar e conhecer o carro, tentado ser os mais competitivos possíveis”, visto que “vamos para esta prova com poucas bases do que o carro é, pois foi alterado muita coisa no “setup”, bem como foi alvo de uma revisão profunda em componentes mecânicos…”.

Quanto ao Rali da Calheta, que tem lugar este fim-de-semana nos dias 11 e 12 de Maio, Rui Jorge Fernandes salienta que “é de saudar o aumento da habitual lista de inscritos, devendo assim ainda aumentar para o próximo rali com a inclusão dos Porsche, o que é realmente magnífico para o desporto motorizado regional”.

A terminar, o jovem piloto da Camacha salienta o especial agradecimento pelo apoio dos patrocinadores, “Auto CAM/Express Glass, bem como aos irmãos Leça & Freitas.
Share on Google Plus

MaisRalis

Envie suas noticias para maisralis.madeira@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário