Neuville lidera após dia bastante atribulado

Thierry Neuville saiu da Porto Stage com uma certa vantagem sobre Elfyn Evans, seguido de Dani Sordo.

Eis que a dureza dos troços, principalmente pelas segundas passagens na parte da tarde, foi madrasta para os tripulantes do WRC. Logo pela manhã, Ott Tanak que era líder, ficou pelo caminho quando uma pedra com uma certa dimensão ao passar por baixo do Toyota Yaris WRC atingiu de tal forma que afetou o motor da viatura, retirando a chance de poder regressar à prova no dia de amanhã. O companheiro de equipa, Jari-Matti Latvala foi outro dos azarados tendo problemas com a suspensão do carro. Fechadas as contas da parte da manhã era Dani Sordo que liderava seguido de Kris Meeke e Hayden Paddon.

Já na parte da tarde, a classificação mudou e de que maneira! Ogier foi a próxima vítima ao não conseguir evitar uma saída de estrada acabando por embater numa árvore danificando o Ford Fiesta. Dani Sordo perdera a liderança, devido a uma má escolha de pneus com que fez que estes se degradassem de tal forma que o espanhol teve que baixar o ritmo consideravelmente para poder terminar o dia de hoje, mas não foi o único com problemas de pneus. Kris Meeke que chegou a liderar a prova por duas vezes viu os seus pneus a ficarem completamente destruídos, inclusive um furo, com que fez que terminasse o dia de hoje com apenas três pneus, ou seja, as duas últimas classificativas no Porto foram feitas em jante. Outros azarados foram os restantes homens da Hyundai, numa altura em que Paddon era líder e tinha a responsabilidade de marcar pontos para o construtor, pois foi eleito para isso, eis que na passagem por Ponte de Lima, pela segunda vez, o neo-zelandês desiste ao embater fortemente numas pedras que estavam na berma danificando imenso a dianteira do carro, como também teve que ser transportado para o hospital para averiguações, devido a se queixar das costas. Recorde-se que há dois anos atrás, Paddon saiu de estrada na mesma pec originado um incêndio que deflagrou pelas árvores, neutralizando o troço. Eis que a história se repete, mas desta vez o Hyundai ficara apenas a bloquear a estrada. O seu compatriota, Andreas Mikkelsen, não foi isento de problemas na parte da tarde, pois primeiro foi o problema com a direção assistida e logo de seguida a situação agravou-se levando à desistência. Outro menos feliz foi Craig Breen que estava no último lugar pódio quando um furo deita-o para trás na classificação.

Já Evans e Lappi queixaram-se imenso dos troços, onde o galês acabou por chegar à segunda posição fruto dos azares obtidos durante o dia e Lappi que não consegue fazer melhor está-se a contentar com o 6º lugar provisório. Suninen e Ostberg estão assim no 4º e 5º lugar respetivamente, sendo já dos poucos que sobreviveram sem problemas de grande demasia. 

Para o dia de amanhã, apenas Ogier, Mikkelsen e Latvala regressarão em Rally2 para tentarem obter pontos na Power Stage.

Confira a classificação aqui.

Share on Google Plus

Pedro Freitas

Envie suas noticias para maisralis.madeira@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário