Madeira, Rali do Marítimo: Miguel Nunes vence rali de cortar a respiração

A dupla da Play Total venceu, hoje, o Rali do Marítimo, a bordo do Hyundai I20 R5. Miguel Nunes e João Paulo ascenderam ao primeiro lugar na penúltima classificativa do rali. Pedro Paixão/Jorge Hneriques lideraram quase toda a prova. Terminaram no segundo posto, a 5.3 segundos de Nunes.

Terminou no terceiro lugar, Alexandre Camacho e Pedro Calado que, neste rali, não conseguiram acompanhar a concorrência. O rali começou ontem com a dupla passagem noturna pela super-especial, que se realizou no centro da cidade de Machico. Pedro Paixão venceu ambas as passagens e, para o dia de hoje, disponha de uma vantagem de 4.9 segundos, em relação a Alexandre Camacho, que terminou em segundo.  

No dia de hoje, as 29 equipas tinham que percorrer três classificativas, com tripla passagem. Ao fim da manhã, Paixão continuava a liderar, mas com Nunes a conseguir retirar o segundo lugar a Camacho. À entrada da oitava especial de classificação, Pedro Paixão liderava a prova, com uma vantagem de 9.5 segundos de Nunes. Nessa especial, Nunes vence e consegue chegar ao primeiro lugar, arrastando Paixão para o segundo. Na última especial, é Alexandre Camacho quem vence, mas, ainda assim, é suficiente para a dupla do Hyundai I20 R5 vencer a segunda prova do Campeonato da Madeira de Ralis 2019.

Pedro Paixão teve que se contentar com o segundo lugar e Alexandre Camacho com o terceiro, depois de vencer o primeiro rali da época. No quarto lugar, terminou Rui Pinto/ Ricardo Faria com o Ford Fiesta WRC. O piloto esteve bem mais competitivo neste rali, mas ainda assim não conseguiu acompanhar as viaturas da categoria R5. Filipe Pires/Vasco Mendonça terminaram no quinto lugar e voltaram a vencer em RC2N. Nesta época, a equipa é a única inscrita nesta categoria. Relativamente aos Porche´s, Filipe Freitas/ Daniel Figueiroa venceram, deixando Gil Freitas/Duarte Miranda a mais de um minuto. Paulo Mendes e Roberto Figueiroa, depois de vencerem a primeira prova do campeonato, por entre os Porsche´s, não conseguiram acompanhar os adversários, terminando em terceiro por entre os Porsche´s, oitavos à geral. 

Em R3T, Bruno Fernandes e Mauro Sousa voltaram a vencer, com o Citroen DS3 R3T. Atrás de si, terminou Nuno Ferreira/Luis Neves com o Renault Clio R3T. A dupla mostrou-se mais competitiva e confiante com a nova aquisição para esta época de ralis, conseguindo, em algumas das classificativas, se aproximar de Fernandes. Nesta prova, uma nova viatura integrou este grupo: O Citroen DS3 R3T de Vitor Sá e Rubina Gonçalves. Por entre os R2, Artur Quintal/Vítor Henriques voltaram a vencer, deixando o piloto continental Ricardo Pita, acompanhado por Adriana Neves, à sua trás. 

Das 29 equipas inicialmente inscritas, sete não conseguiram terminar o rali. João Silva neste rali tinha ao seu lado um novo navegador, Ricardo Ventura, na especial 6 desistiu por avaria mecânica. O Rali do Marítimo marcou o regresso de Vitor Sá. Acompanhado por Rubina Gonçalves, a dupla do Citroen DS3 R3T não foi feliz, com o bólide na classificativa sete a não resistir a uma avaria mecânica. Quem também regressou à competição, nesta prova, foi José Camacho, acompanhado por Nicodemo Câmara. Depois do despiste na última edição da prova rainha, Camacho regressava às estradas com o Fiat Punto S2000, mas na especial oito a viatura sofreu também uma avaria mecânica. Mais uma vez, a dupla Pedro Macedo/Ricardo Dinis não conseguiram terminar a prova, com o Citroen C2 R2 a ter problemas. Nas duas provas já realizadas, a dupla não conseguiu terminar nenhuma. Destaque para Paulo Nóbrega/Igor Velosa que sofreram um aparatoso acidente. A dupla foi rapidamente assistida pelos meios de socorro e encontram-se bem fisicamente. Quanto à viatura, sofreu avultados danos materiais. As duplas António Abel/Jacinto Ferreira e Idílio Sardinha/Enio Andrade também não terminaram a prova, desistindo na última especial de classificação, ambos com problemas mecânicos. 

A próxima prova do Campeonato da Madeira de Ralis 2019 é o Rali da Calheta, nos dias 10 e 11 de maio, organizado Club Sports Madeira. Nesta prova, Luís Serrado irá regressar à competição, trazendo a sua mais recente aquisição, o Renault Clio R3T.

Texto: Celso Teixeira

Share on Google Plus

MaisRalis

Envie suas noticias para maisralis.madeira@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário