Madeira, Rampa da Ribeira Brava: Classificação final da prova

Dinarte Nóbrega dominou as quatro subidas de classificação da Rampa da Ribeira Brava, a segunda prova pontuável para o Troféu Rampas AMAK 2019.

No segundo lugar terminou Nelson Andrade a apenas um segundo e seis décimas do vencedor. Terminou no lugar mais baixo do pódio Miguel Sousa. A prova começou no início da noite do dia de ontem com a super especial no centro da Ribeira Brava. Embora a realização desta não fosse obrigatória, muitas das equipas inscritas compareceram, afim de proporcionar espetáculo ao público.

Na manhã deste sábado, realizaram-se as duas subidas de treinos. Nelson Andrade venceu a primeira subida. Depois foi Dinarte Nóbrega que venceu, não só essa subida, como venceu todas as oficiais que se realizaram durante o período da tarde. António Giestas, Greg Faria, Sérgio Jesus e José Romero ocuparam o quarto, quinto, sexto e sétimo lugar, sucessivamente, a bordo dos seus KartKross´s. Atrás dos KartKross´s terminou Artur Quintal/Pedro Ferreira com o Peugeot 208 R2. O piloto terminou a rampa no oitavo lugar à geral. Numa viatura idêntica, Paulo Caires/João Pedro Freitas terminaram no 11º lugar. A equipa optou por participar nesta rampa com o intuito de se adaptarem à viatura e para que Miguel Caires conseguisse adquirir ritmo competitivo. Recorde-se que este é o ano de estreia de Caires no desporto motorizado.

Na estreia da nova viatura para o Campeonato de Ralis da Madeira 2019, Luís Serrado, acompanhado por Jorge Gonçalves, levaram o Renault Clio R3T ao décimo lugar. Em todas as subidas, o piloto foi-se adaptando à viatura e melhorando as suas prestações ao longo de todas as subidas. O melhor tempo foi registado na última subida. 

Por entre os Toyota Yaris, Bruno Coelho/Pedro Coelho venceram, deixando Bruno Fernandes/Mauro Sousa e Filipe Silva/Marco Marote no segundo e terceiro lugar, sucessivamente. David Santos e Cristiano Abreu terminaram em quarto por entre os Yaris, 23º à geral. Nos Fiat Cinquecento, Kamran Lamba/Tiago Fernandes venceram, deixando a dupla Ricardo Freitas/Carla Freitas atrás de si. Bruno Moniz e Braúlio Faria estrearam-se no desporto motorizado. 

A dupla terminou no 25º lugar a bordo do Lancia Y 1.2. Por entre os históricos, Numásio Silva/ João Gonçalves venceram, deixando Roberto Freitas/Tânia Freitas e António Ornelas/Marco Ornelas atrás de si. Das 40 equipas inscritas, cinco não conseguiram terminar por avarias mecânicas.

A Rampa do Monte é a próxima prova pontuável para o Troféu Rampas AMAK 2019. Organizada pelo Clube Desportivo do Nacional, a rampa realiza-se a 25 de maio.

Texto: Celso Teixeira 

Share on Google Plus

MaisRalis

Envie suas noticias para maisralis.madeira@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário