Ott Tänak ainda no topo do Rali de Portugal; Vitória em aberto para o último dia

Ott Tänak continua na frente do Rali de Portugal, no final do segundo dia de prova, apesar de um dia em que tem a concorrência bem mais perto de si. Depois de uma manhã que até começou com uma quinta posição na primeira passagem por Vieira do Minho, mas compensada por um primeiro, segundo e terceiro melhor tempo nas três classificativas seguintes, o sexto lugar na segunda passagem por Cabeceiras de Basto, e problemas nos amortecedores do seu Toyota Yaris na última classificativa do dia, levaram à redução significativa da sua vantagem para o segundo, que é agora de 4 segundos e três décimos.

E quem comanda a perseguição ao líder é o seu colega de equipa, o britânico Kris Meeke. Se excluirmos a primeira passagem por Amarante, na qual registou apenas o sexto tempo, Meeke pautou a sua atuação de hoje com o melhor tempo na primeira etapa do dia, em Vieira do Minho, bem como três segundos lugares e um terceiro. 

Autor, para já, de um grande fim-de-semana, o britânico está a mostrar andamento para, quem sabe, repetir a vitória de 2016, no rali português. Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe) é terceiro, a 9 segundos e 2 décimos de Tanak. Prejudicado pela poeira na parte da manhã, o belga mostrou um excelente andamento da parte da tarde e, com triunfos nas duas últimas classificativas de hoje, aproveitou para relançar as suas aspirações à vitória num rali que venceu o ano passado.

Em quarto, a 21 segundos de Tanak, segue o Citroen C3 de Sébastien Ogier, Algo frustrado com a performance de hoje, o campeão do Mundo admite que tem feito os possíveis para se manter competitivo, e na luta pelo melhor lugar possível na prova. Continua, no fim do segundo dia, perfeitamente dentro da luta pela vitória e, na pior das hipóteses, pelo pódio, já para não falar da possibilidade de amealhar pontos extra na Power Stage de Fafe, amanhã.

Uma palavra ainda para o finlandês da Toyota, Jari-Matti Latvala, cujos problemas mecânicos no seu carro afastaram-no irremediavelmente do pódio, quando era segundo no Rali de Portugal, ao fim de 11 classificativas. Do quinto para o décimo do Rali de Portugal, no final do dia de hoje, a classificação é, por esta ordem, liderada por Esapekka Lappi (Citroen C3), Teemu Suninen (Ford Fiesta), Elfyn Evans (Ford Fiesta), Kalle Rovanpera (Skoda Fabia R5 EVO), Jan Kopecký (Skoda Fabia R5 EVO), e Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris).

Para amanhã, estão agendadas mais cinco classificativas, num total de 51,77 km de prova. A passagem por Luílhas, e duplas passagens por Montim e Fafe (a última das quais a Power Stage), encerram a edição de 2019 de um dos melhores ralis do Mundo!

Share on Google Plus

MaisRalis

Envie suas noticias para maisralis.madeira@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário