Vitória para Ott Tänak no Rali de Portugal


Ott Tänak consumou o triunfo no Rali de Portugal, sétima prova do Mundial de Ralis (WRC). Após uma Power Stage movimentada na segunda passagem pelo troço de Fafe, o estónio da Toyota bateu Thierry Neuville (Hyundai) e Sébastien Ogier (Citroën), que fecharam o pódio.

A Power Stage foi repleta de acontecimentos e esteve neutralizada duas vezes. Primeiro, Gus Greensmith (M-Sport) teve problemas no Ford e teve um acidente ao aterrar no salto de Fafe e, posteriormente, Kris Meeke (Toyota) teve um acidente numa fase inicial do troço ficando a bloquear a estrada. A situação motivou, de resto, o abandono do britânico. 

Ogier consumou o tempo mais rápido do derradeiro troço amealhando cinco pontos além de selar o terceiro lugar final. Tänak rubricou a terceira marca para ganhar o rali e mais três pontos, enquanto o segundo tempo permitiu a Neuville ficar na vice-liderança final a 15,9s do vencedor. Teemu Suninen e Elfyn Evans, ambos da M-Sport Ford, conseguiram ainda alcançar o top cinco depois do azar de Meeke.

Resumo breve do rali:

Numa prova dominada pela Toyota, a liderança pertenceu a Tänak desde a PEC 3, o que não quer dizer que a prova foi monótona. Pelo contrário. Depois de nessa especial Dani Sordo (Hyundai) sofrer problemas, o estónio assumiu a dianteira com os colegas Latvala e Meeke por perto e só na parte final de sexta-feira é que conseguiu alcançar uma margem superior a dez segundos.

Na manhã de sábado, a braços com problemas de travões, Tänak perdeu algum ímpeto, ao contrário de Latvala que foi mais rápido em dois troços para se colocar a 5,1s. A parte da tarde do segundo dia começou bem para o #8, que ainda viu Latvala ficar fora da contenda na sequência de um amortecedor danificado, mas o próprio Tänak teve um incidente e um problema similr na segunda passagem por Amarante. Assim, à entrada do último dia, Tänak tinha 4,3s de avanço face a Meeke, que este domingo chegou a estar a apenas 2,4s. Contudo, acabou por ter um incidente na PEC 19 deixando via aberta para o triunfo de Tänak e para o segundo lugar de Neuville. Estes não desperdiçaram e garantiram essas posições no final, enquanto o acidente em Fafe 2 roubou a Meeke a oportunidade de fazer o primeiro pódio pela Toyota. Lucrou para Ogier, que assim perdeu terreno no Mundial para Tänak e Neuville, ao passo que ao ser quarto Suninen realizou o seu melhor resultado do ano até ao momento. O seu colega Elfyn Evans ainda chegou ao quinto lugar.

No WRC 2 Pro, Rovanperä e Kopecký estiveram em luta renhida até que na manhã de sábado o finlandês começou a ganhar uma margem importante que dilatou gradualmente até ao fim. Mads Østberg ainda esteve envolvido na discussão até ter problemas na PEC 3.

©️AutoRacing

Share on Google Plus

MaisRalis

Envie suas noticias para maisralis.madeira@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário